Página Inicial
Notícias
Acesso à informação

O estado da Bahia arrecadou em ICMS aproximadamente R$ 1,6 bilhão nas Atividades Atividades Caraterísticas do Turismo (ACTs) no 4º trimestre de 2020, com expansão nominal de 3,4% em relação ao mesmo trimestre de 2019. As informações divulgadas nesta segunda-feira (4), são da Secretária da Fazenda (Sefaz), sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

O volume das atividades turísticas na Bahia, quando comparado com o 4º trimestre do ano anterior, marcou retração de 23,3%, mantendo a tendência de queda iniciada no 1º trimestre de 2020 (-5,3%). Esse resultado contribuiu negativamente no resultado nacional, que caiu 30,9% na mesma análise, de acordo com os resultados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), realizada pelo IBGE e sistematizada pela SEI.

Em relação à receita nominal das atividades turísticas, a Bahia marcou retração de 26,3%, mantendo a tendência de queda iniciada no 1º trimestre de 2020 (-2,9%). O consumo de energia elétrica nas Atividades Caraterísticas do Turismo (ACTs) na Bahia apontou queda de 30,9%, no 4º trimestre de 2020, contra o 4º trimestre de 2019, impactado, principalmente, pela desaceleração em Hotéis (-50,2%).

 O fluxo doméstico (-45,6%) o fluxo internacional (-91,5%) nos aeroportos da Bahia e o fluxo no porto de Salvador (-100%), no 4º trimestre de 2020 desaceleram a movimentação de pessoas na capital baiana, impactando na taxa média de ocupação nos meios de hospedagem em Salvador, que caiu 17,6 p.p, quando comparados com o 4º trimestre de 2019.

 O setor de turismo gerou 8.027 postos de trabalho com carteira assinada no 4º trimestre de 2020. Impulsionada, pela atividade de Hotéis e similares (+3.734 postos).

 Para conferir o boletim completo Clique Aqui!

Fotos: Rosilda Cruz

Voltar ao topo