Página Inicial
Notícias
Acesso à informação

 Em 2019, o conjunto de atividades do agronegócio baiano respondeu por 20,2% de toda a produção econômica estadual, totalizando R$ 61,4 bilhões. Na comparação com 2018 houve uma pequena perda de participação visto que naquele ano, os resultados estimados apontaram participação de 20,7%. Essa redução foi determinada particularmente pela retração em algumas atividades importantes do agronegócio a exemplo do cultivo da soja, e do café. Além disso, o segmento da indústria de transformação associado ao agronegócio também teve retração (-2,1%), impactando diretamente nos resultados finais. Por fim, a retração de 0,8% na demanda final também contribuiu para a diminuição de participação do agronegócio no PIB estadual. As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento (Seplan).

O maior nível de participação do Agronegócio no PIB baiano ao longo de 2019 ocorreu no segundo trimestre visto que é neste período onde ocorre maior parte da colheita da produção agrícola baiana; paralelamente, apenas o segundo trimestre exibiu crescimento em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

A tabela abaixo exibe os valores do PIB do agronegócio desde 2012 (inicio da série) até o último trimestre disponível. Os dados sistematizam o agronegócio total bem como suas componentes: Agregado I, agregado II, agregado III e agregado IV. Conforme se observa, o agregado mais importante é o IV, o qual corresponde tanto à distribuição quanto ao consumo final dos produtos e serviços do agronegócio. Na sequencia vem o agregado II, que corresponde essencialmente à produção agropecuária. O agregado III corresponde à demanda industrial de produtos agropecuários; neste agregado tem-se o processamento de parte significativa de tudo o que é produzido no setor agropecuário. Finalmente, no agregado IV é onde ocorre a demanda intermediária do setor agropecuário; isto é, este agregado demonstra a dinâmica das compras realizadas na atividade agropecuária para que se ocorra todo o processo de geração de riqueza no setor.

 

 

 

 

Voltar ao topo